728x90 AdSpace

Recentes

As vestes dos obreiros



"E vos revistais do novo homem, que, segundo Deus, é criado em verdadeira justiça e santidade" (Ef 4.24)
As vestimentas sagradas dos sacerdotes:

Eram feitas do melhor linho fino e era obra primorosa para que estivessem vestido com dignidade, gloria e formosura, pois apontavam para a justiça de Cristo e seu caráter impecável no ministério, como nosso Sumo Sacerdote (Êx 28.1-43). Para os filhos de Arão foram confeccionadas: a túnica de linho fino, o cinto obra de bordador, tiaras (gorros – NVI) para gloria e ornamento e os calções de linho finíssimo (Êx 28.40-43).

• O Calção de Linho (Êx 28.42, 43) - Era ajustado e cobria desde o lombo até as coxas, revelando que o sacerdote necessitava de decência, pureza, moral e conduta limpa para servir no ministério sacerdotal (Hb 13.4).

• A Túnica Bordada (Êx 39.27) - Era de linho e se levava diretamente sobre o corpo, ajustada, com mangas compridas e abertas e não tinha costura, chegando até o tornozelo. Representa uma vida de autoridade, integridade, sinceridade e justiça (Jó 1.1; 2 Co 3.17).

• O Manto (Êx 28.31-35) - Feito de linho azul, sem mangas e com abertura para a cabeça. Tinham em sua borda romãs (o fruto do Espírito), bordada de azul, púrpura e carmesim, e campainhas de ouro (dons) no meio de cada romã, ao redor do manto. Isto representa equilíbrio, influência, fervor e poder ministerial (Mt 7.21-23).

• O Éfode (Êx 28.6,7) - Consistia em duas peças sem mangas, uma dianteira e outra nas costas, que iam até a metade de coxa, unidas nos ombros por duas pedras de ônix, nelas estavam gravadas os nomes das doze tribos de Israel. A responsabilidade, trato, dever e a força devem acompanhar o ministro (2 Tm 2.19).

• O Peitoral (Êx 28.15, 17, 29) - Era quadrado e feito do mesmo material do éfode. Carregado no peito e continha doze pedras com os nomes das tribos de Israel. No seu interior (espécie de bolsa) levava duas pedras Urim e Tumim (luzes e perfeições). O serviço sacerdotal necessita de sensibilidade, direção, apoio e sacrifício para ser eficaz em suas tarefas (Rm 8.14; Hb 10.22).

• O Cinto (Êx 28.8) - Feito de linho torcido, de azul, púrpura e carmesim. Prontidão, firmeza, preparação, meta, união e verdade, para o exercício ministerial. Unia as peças, para não se enganchar em nada que pudesse prejudicar o ministério (Rm 1.15; Pv 24.30).

• A Mitra (Êx 28.36-38) - Turbante feito de uma peça de linho fino e era preso na cabeça por uma fita azul. Na frente havia uma lâmina de ouro puro com a gravação “santidade ao Senhor”. Isto revela proteção, segurança, o senhorio de Cristo, testemunho santo (2 Pd 1.4).

• O calçado (Rm 10.15; Ef 6.15) - A Bíblia não menciona se os sacerdotes calçavam sandálias ou algum outro tipo especial de calçado, dando-nos a entender que ministravam descalços, diretamente em contato com a areia do deserto, pois o piso do Tabernáculo era de areia, revelando que o sacerdote teria que pensar nas coisas que são de cima, sem se esquecer que está pisando ainda no deserto desta vida, ou seja, a honra precede a humildade ministérial.  (Ef 6.15; Rm 10.15; Cl 3.2).

Caráter e Ministério de Cristo (Êx 28.1-43).

1. Túnica de Linho - o Imaculado (Jo 17.16).

2. Cinto de Linho - o Servo (Jo 13.16).

3. Manto Azul - o Celestial (Jo 8.16).

4. Éfode - o Deus-Homem (Jo 1.14).

5. Peitoral - o Amoroso (Jo 10.15).

6. Mitra - o Obediente (Jo 17.4).

7. Lâmina de ouro - o Santo (Jo 10.36).

8. Pedras nos ombros - o Sustentador (Jo 10.28).

9. Urim - o Intercessor (Jo 17.20).

10. Tumim - o Juiz (Jo 16.11).


Extraído do Livro "Os Mistérios do Tabernáculo de Moisés"  do  Pr. Antonio Romero Filho


  • Blogger Comentários
  • Facebook Comentários

0 comentários :

Item Reviewed: As vestes dos obreiros Rating: 5 Reviewed By: Pr. Antonio Romero Filho