728x90 AdSpace

Recentes

Quando a crucificação deixou de ser praticada?



 

A crucificação foi abolida pelo imperador Constantino no século IV, no ano 341 d.C. Mesmo assim ela foi praticada em várias ocasiões durante os séculos seguintes. A professora Paola Ricca escreve que um documento exibido pelo professor Angelo Gramaglia, do Seminário de Turim, mostra que, no século VII, durante as lutas entre árabes e cristãos, estes últimos foram crucificados em massa da mesma forma que Jesus, como sinal de desprezo.

O professor Philip Jenkins, da Universidade da Pensilvânia, relata que os muçulmanos europeus tinham conhecimento da crucificação e a praticavam. Ele cita o exemplo do grande místico Sufi al-Hallaj, que foi crucificado em Bagdá no ano de 922, e também sugere que "detalhes" da crucificação encontravam-se disponíveis para qualquer europeu que viajasse ao mundo islâmico durante as Cruzadas.

Um escriba árabe chamado Sujti escreveu sobre um jovem turco crucificado em 1247 em Damasco, Síria, e Thurson e Atwater informaram sobre a crucificação de cerca de 25 padres jesuítas e franciscanos em Nagasaki, Japão.

Recentemente troquei correspondência com um missionário de Délhi, Índia, que visitou Nuba, no Sudão, e ele deparou com várias crucificações, e pode observá-las. Ele me informou que um ministro chamado Reverendo Aroon, da igreja Anglicana, parece ter sido umas das vítimas, mas ele felizmente se escondeu.

Ele relatou que as mãos das vítimas forma pregadas nos antebraços e concomitamente amarradas, e os pés foram pregados na estaca.

Não havia suppedaneum (repouso para os pés). Elas gritavam de agonia e muito sangue saía das mãos e pés até que elas morressem na cruz.

Por Frederick T. Zugibe




  • Blogger Comentários
  • Facebook Comentários

2 comentários :

Item Reviewed: Quando a crucificação deixou de ser praticada? Rating: 5 Reviewed By: Pr. Antonio Romero Filho