728x90 AdSpace

Recentes

Muçulmano milagrosamente curado entrega sua vida a Cristo












As bolhas estavam crescendo além de uma polegada de diâmetro, espalhando-se do lado do rosto, para o pescoço e para o ombro. Sua orelha ficou tão deformada que tocava no ombro. E a leitura do termômetro chegava a 41ºC. Ele estava a 4 graus da morte.

Era outubro de 1987, quando ele foi diagnosticado pelo que foi chamado pelo Hospital Geral de Toronto, Canadá, como o pior caso de herpes na história do hospital. Não havia cura. Seu primeiro milhão de dólares em lucros de negócios podia lhe garantir pouca esperança agora. Aos 34 anos, o empresário muçulmano Nasir Siddiki jazia em seu leito de morte.  

Os médicos estavam prontos para relatar a sua morte pela manhã.

Quase 24 anos depois, Nasir Siddiki se senta à minha frente, na biblioteca editorial da Charisma Media , os olhos azulados brilhando cheios de vida, quando ele recorda a noite em que ele clamou a Maomé - e a única resposta que recebeu foi o silêncio.

"Eu sabia que o que estava do outro lado da morte era terrível, mas eu não sabia o que era", lembra Siddiki.
Em meio ao silêncio e ao medo, Siddiki se lembrou das numerosos histórias de cura do profeta Jesus que ouvira. "Em desespero, gritei: 'Deus, se você é real, não me deixe morrer'!"

Quando parecia que a noite não poderia se tornar mais escura, uma luz entrou naquele quarto do hospital.

"Era o perfil de uma pessoa. Eu não podia ver os traços do rosto porque havia uma luz muito brilhante emanando dessa pessoa", descreve Siddiki. "Esta pessoa falava sem abrir a boca ... Ele disse: 'Eu sou o Deus dos cristãos." e depois: 'Eu sou o Deus de Abraão, Isaque e Jacó. "

A partir da linhagem de Ismael, os muçulmanos reconhecem Abraão como pai, mas não reconhecem a linhagem de Isaque. Quando aquela figura falou, afirmando ser o Deus de Abraão, Isaque e Jacó, Siddiki foi capaz de identificá-lo.

"Ele era Jesus Cristo", afirma Siddiki, sem dúvida.

Siddiki segura uma foto mostrando a intensidade da herpes que ele sofreu. Ele foi completamente curado.

As diferenças são evidentes. As bolhas se foram. Seu ouvido está perfeitamente formado. Sua pele está suave e sem cicatrizes. Seu cabelo tem cor grisalha. Mas algo mais mudou. A diferença mais significativa não é física, mas é extremamente visível. Siddiki agora é um cristão.

Seu novo coração em Cristo é perceptível, através de seu sorriso brilhante e de suas amáveis palavras. É claro que este homem, que havia seguido sete gerações de muçulmanos sunitas, começando com Abu Bakr Siddiq, amigo mais próximo de Maomé e primeiro califa do Islã, nasceu de novo, pelo poder de cura de Jesus Cristo.

Os médicos procuraram a explicação para a cura deste homem, que com um sistema imunológico precário, tinha bolhas de uma polegada de largura e que, durante a noite, havia entrado num estado remissivo.

"Eu tentei dizer a eles que a resposta era Jesus, mas é claro que eles não acreditaram em mim ... E esta era também a grande questão que eu tinha: "É este Jesus, o Filho de Deus, realmente como o descrevem os cristãos ou ele é apenas um profeta, como fui ensinado toda a minha vida?"

Siddiki foi liberado do hospital no dia seguinte, um sábado. Na manhã do domingo, um outro milagre ocorreu - a prova do profundo amor e misericórdia de Jesus Cristo, como afirmou Siddiki.

"Lembro-me daquela manhã de domingo, eu acordei às 6 horas, caminhei até a televisão. Eu não sei por que fiz isso, liguei a televisão e na tela surgiu a mensagem: 'Jesus é o Filho de Deus'. Coincidência? Eu não acho ... Sozinho na minha sala ... na frente do aparelho de televisão e em lágrimas, pedi a Jesus para ser o Senhor da minha vida ...   

O fato de Ele haver curado um muçulmano em uma sexta-feira e o salvado em um domingo comprova como é grande o Seu amor e Sua misericórdia."

"Ele ama os muçulmanos e Ele morreu para os muçulmanos", Siddiki continua. "Porque Deus amou o mundo e isso inclui todas as pessoas e Jesus morreu por todos."

Siddiki recorre ao seu testemunho pessoal para encontrar esperança para os muçulmanos envolvidos no conflito entre israelenses e palestinos no Oriente Médio. Ele diz que aqueles que estão na luta armada estão cegos, eles estão sendo mal orientados, e eles estão sendo enganados.   

O próprio Siddiki reconhece que passou 34 anos em um estado cegueira espiritual, andando no caminho dos ímpios e era continuamente enganado por suas visões de mundo.    

No entanto, Deus escolheu Siddiki para ser um trabalhador em sua seara. E ele diz que Deus está procurando mais trabalhadores. "As nações muçulmanas são a sua seara. Foi por estas pessoas que Jesus morreu. "

Siddiki sente que os cristãos são chamados a ajudar nas atuais circunstâncias dentro do Oriente Médio.

"Nós precisamos amar a todos os muçulmanos", acrescenta. "Eles realmente são boas pessoas, eles apenas estão mal orientados. Eles estão apenas enganadas. Nós temos a maior arma do planeta Terra e de todo o universo - essa arama é o amor. A Bíblia diz que o amor realmente nunca falha e esta é uma declaração incrível, que significa que o amor sempre vence, em qualquer situação.

"Nós não ganharemos os muçulmanos debatendo com eles, argumentando com eles ... nada disso vai ganhar os muçulmanos para Cristo", explica Siddiki. "Mas vamos ganhá-los com o amor de Jesus. Quando respondemos com amor quando eles nos perseguem, eles têm muita dificuldade em compreender essa reação. 'Como podemos perseguir você e você nos ama?" E é isso que vai quebrar as barreiras e os muros."

Embora o amor cristão seja vencedor em toda situação, Siddiki diz que a oração terá grande importância nesta batalha, pois a oração, literalmente, dá a Deus liberdade para agir em qualquer situação.

"Os muçulmanos radicais, os terroristas, têm sido cegados pelo deus deste mundo ... e porque eles estão cegos, eles realmente não vêm a verdade. E assim, a primeira coisa que precisamos fazer é orar para que as escamas caiam dos olhos deles. Três vezes o apóstolo Paulo orou pedindo sabedoria para outras pessoas.

Então, nós devemos orar por sabedoria para aqueles na liderança dessas nações islâmicas, para que eles façam a escolha certa. A Bíblia diz que o coração do rei está na mão do Pai e Ele pode transformá-lo maneira que lhe agrada. "

Stefanie Schartel
Fonte: Charisma News
  • Blogger Comentários
  • Facebook Comentários

0 comentários :

Item Reviewed: Muçulmano milagrosamente curado entrega sua vida a Cristo Rating: 5 Reviewed By: Pr. Antonio Romero Filho