728x90 AdSpace

Recentes

Lutador larga o "vale tudo" e vai à África evangelizar



Justin Wren




Entre os problemas que ele encontrará estão o estrago deixado pela guerra civil, além do grande número de estupros e também canibalismo.

O ex-lutador de MMA, Justin Wren, está se preparando para realizar uma campanha de evangelização na República Democrática do Congo juntamente com outros três missionários da Unusual Soldiers.

A região escolhida encontra-se dilacerada pela guerra civil, fora esse grande problema também há muitos casos de estupros e até mesmo de canibalismo. Mas o ex-UFC está disposto a ir até lá mudar essa situação.

“Parece que eles estão vivendo no inferno na terra”, diz Wren “E isso precisa mudar.”

A mãe do vencedor de 10 lutas, das 12 que participou, está bastante preocupada com a ida do filho para um país tão cheio de problemas, e por isso, de acordo com o próprio lutador, ela vive chorando e implorando para que ele não vá para o Congo, mas ainda assim o atleta vê um propósito maior na sua missão e se mostra confiante em seu retorno.

Apesar de saber dos perigos que vai encontrar, Wren acredita que foi escolhido por Deus para fazer essa missão. Antes de se converter, o atleta tinha uma vida perdida em drogas e álcool até que um dia ele estava em Las Vegas e jovem pastor amigo da família o convidou para um retiro evangélico e a partir daí sua vida mudou.

“Nunca quis ser Cristão, odiava esse título, odiava as pessoas que se chamavam assim. Mas eu mudei quando conheci algumas pessoas que estavam vivendo essa vida, amando Deus e amando as pessoas, sem serem falsas.”

Essa não é a primeira missão evangélica de Wren. Ele já esteve no Haiti e na República Dominicana, porém sua próxima missão no Congo será mais desafiadora, pois lá os pigmeus estão cercados por cerca de 20 grupo rebeldes.

Fonte: Gospel Prime

Com informações The Christian Post
  • Blogger Comentários
  • Facebook Comentários

0 comentários :

Item Reviewed: Lutador larga o "vale tudo" e vai à África evangelizar Rating: 5 Reviewed By: Pr. Antonio Romero Filho