728x90 AdSpace

Recentes

Paquistão: Ásia Bibi definha na prisão

Como muitos de vocês sabem no dia 08 de novembro de 2010 Asia Bibi foi a primeira mulher a ser condenada à morte por enforcamento pelo crime de blasfêmia no Paquistão. Asia Bibi foi presa em 19 de junho de 2009, depois de ter uma intensa discussão com um grupo de mulheres que trabalhavam com ela. Ao ser intimada a voltar para o Islã, Asia disse-lhes que Jesus está vivo, mas Maomé morto. “O nosso Cristo é o verdadeiro profeta de Deus. Maomé não é verdade”, ela teria dito. Ao ouvir isso, as mulheres muçulmanas ficaram furiosas e começaram a espancá-la. A polícia foi chama e a levou sob custódia. Durante o julgamento, ela foi condenada à morte!

Nas semanas seguintes, houve um enorme protesto internacional denunciando a lei sobre a blasfêmia. Desde então, registaram-se vários movimentos proclamando o direito ao culto.

Sherry Rehman, o parlamentar do Partido Popular, que apresentou um projeto de lei para alterar a lei sobre a blasfêmia, vem recebendo ameaças de morte por radicais islâmicos. O projeto foi retirado no mês passado depois que o primeiro-ministro do Paquistão anunciou que o governo não vai alterar a lei.

Salman Taseer, o ex-governador da província de Punjab e defensor da Asia Bibi, foi assassinado em 04 de janeiro pelo seu guarda pessoal, Mumtaz Qadri. A morte de Taseer foi encomendada pelo presidente Asif Ali Zardari. Taseer pediu perdão presidencial para Asia. Qadri, que abertamente confessou o assassinato de seu patrão, disse às autoridades que estava irritado por Taseer apoiar à proposta de emenda à lei sobre a blasfêmia. Qadri foi saudado como herói por seus partidários, incluindo um número de advogados, que o cobria com pétalas de rosa em sua primeira aparição no tribunal.

Shahbaz Bhatti, outro defensor da alteração da lei sobre a blasfêmia, foi morto em 02 março por militantes extremistas islâmicos. Bhatti, um ministro federal e único cristão no gabinete paquistanês, trabalhou em nome da Asia Bibi e falou contra a lei de blasfêmia. O Talibã paquistanês assumiu a responsabilidade pelo assassinato de Bhatti. Os assassinos deixaram panfletos no local do ataque afirmando que eles o mataram por ser um blasfemo.

À luz destes eventos, contatos da VdM no Paquistão, manifestaram preocupação para com Asia e seu novo advogado. Ele pode ser o próximo alvo, ou recusar-se a representá-la.

Mesmo que a sentença de Asia seja anulada, a segurança dela é suspeita. Um fator importante foi a oferta por um clérigo muçulmano de 5 mil e oitocentos dólares para quem assassinar Asia na prisão!

O esposo de Asia, Ashiq Masih, e seus filhos estão constantemente em fuga no Paquistão devido a ameaças de morte. Outros apoios para alterar a lei sobre a blasfêmia tiveram que fugir do país por causa de ameaças que sobre eles e suas famílias.

Por favor, dedique um tempo para orar em favor de Asia Bibi. Essa causa é de extrema urgência!

Fonte: A voz dos mártires



  • Blogger Comentários
  • Facebook Comentários

0 comentários :

Item Reviewed: Paquistão: Ásia Bibi definha na prisão Rating: 5 Reviewed By: Pr. Antonio Romero Filho