728x90 AdSpace

Recentes

Amalé Kamayurá - escapou do túmulo e luta para sobreviver

Na semana passada conhecemos o pequeno Amalé. Indiozinho kamyurá sorridente e peralta, que escapou do túmulo e luta para sobreviver. Ele é uma das muitas crianças brasileiras que, rejeitadas em suas comunidades por alguma razão, são enterradas vivas em suas aldeias. Muitas morrem. Centenas delas. Mas algumas conseguem escapar.   
   
Esse foi o caso de Amalé, que por ser filho de uma adolescente solteira, não tinha seu direito à vida garantido. Pouco tempo depois de ter sido enterrado vivo, foi desenterrado e salvo por uma corajosa mulher kamayurá, a Kamiru.Amalé perdeu muito sangue pelo cordão umbilical e sofre de um tipo raro de anemia.

Ele precisa frequentemente vir à cidade para receber transfusões de sangue. Kamiru passa a maior parte do tempo lutando pela vida de seu filho adotivo, de hospital em hospital. Quando volta para sua aldeia, no Xingu, Amalé fica muito debilitado por falta de alimentação adequada. Acaba tendo que voltar correndo para a cidade em busca de ajuda médica.

Recebemos uma doação anônima nessa semana e a ATINI comprou mantimentos para Amalé. Ele está levando leite, sustagem, soja e outros alimentos nutritivos que devem complementar sua dieta na aldeia. Devido às viagens constantes, Kamiru fica impossibiltada de plantar seu roçado, e acaba passando fome também.    

Nossa cesta básica inclui alimentos para os dois.Kamiru voltou com ele para o Xingu na sexta-feira, onde deve permanecer por um mês, se Amalé ficar bem. A ATINI está procurando ainda a melhor maneira de acompanhar o tratamento médico de Amalé e de ajudar Kamiru em sua luta pela vida. Além disso, estamos planejando uma viagem a Canarana para investigar a situação do infanticídio no Xingu.

Temos notícias de que entre 25 e 30 crianças morrem por ano no Xingu, vítimas de infanticídio. Queremos apoiar pessoas como Kamiru, que estão desafiando tradições culturais e salvando bebês que haviam sido destinados à morte. Continuem em contato conosco e participe você também. Ajude-nos a espalhar a ATINI, essa voz pela vida, pelas aldeias mais distantes desse país.

Missão ATINI - Apoie e colabore - http://www.atini.org/


  • Blogger Comentários
  • Facebook Comentários

0 comentários :

Item Reviewed: Amalé Kamayurá - escapou do túmulo e luta para sobreviver Rating: 5 Reviewed By: Pr. Antonio Romero Filho