728x90 AdSpace

Recentes

Adoniram Judson - O Pioneiro à Birmânia

 Adoniram Judson e sua esposa Ana, embarcaram para a Índia em 1812, passando quatro meses a bordo do navio. Aproveitando essa oportunidade  para estudar, os dois chegaram a compreender que batismo bíblico é por imersão, e não por aspersão como sua denominação o praticava. Foram batizados por imersão no porto de desembarque, Calcutá - Índia.
Expulsos logo dessa cidade por causa da situação politica, fugiram de país em país. Por fim, dezessete longos meses depois de partirem da América, chegaram a Rangum, na Birmânia. Judson estava exausto por causa dos horrores que sofrera a bordo; sua esposa, estava tão perto da morte que não mais podia caminhar, sendo levada para terra em uma padiola.

Durante onze meses, esteve preso em Ava, capital da Birmânia. Passou alguns, com mais de sessenta outros sentenciados à morte, encerrado em um edifício sem janelas, escuro e quente, abafado e imundo em extremo. Passava o dia com os pés e mãos no tronco. Para passar a noite, o carcereiro enfiava-lhe um bambu entre os pés acorrentados, juntando-o com os outros prisioneiros.


Birmânia
Vendo os outros prisioneiros arrastados para fora para morrer às mãos do carrasco, Judson podia dizer: "Cada dia morro". As cinco cadeias de ferro pesavam tanto, que levou as marcas das algemas no corpo até a morte. Uma vez liberto da prisão, apressou-se o mais possível a chegar a casa, mas tinha as pernas estropiadas pelo longo tempo que passara na prisão.


Adoniram e sua esposa Ana Judson
Antes de completar 14 anos na Birmânia, a sua esposa faleceu. Alguns meses depois da morte de sua esposa, a sua filha também morreu. Durante seis longos anos que se seguiram ele trabalhou sozinho, casando-se então com a viúva de outro missionário.

Judson perseverou durante vinte anos para completar a maior contribuição que se podia fazer à Birmânia, a tradução das Escrituras inteira na própria língua do povo. Depois de trabalhar  trinta e dois anos, para salvar a vida da esposa, embarcou com ela e três filhos, de volta a América, porém ela morreu durante a viagem sendo enterrada no porto em Santa Helena, onde o navio aportou.

No ano de sua morte, havia sessenta e três igrejas e mais de sete mil batizados, sendo os trabalhos dirigidos por cento e sessenta missionários, pastores, auxiliares. Durante os últimos dias de sua vida fazia menção, muitas vezes, do amor de Cristo. As horas que passou diariamente suplicando ao Todo Poderoso, não foram perdidas. Judson costumava passar de duas a três horas de oração e comunhão com Deus, de madrugada.


Tradução das Escrituras em birmanês

Ana Judson, foi enterrada debaixo do hopiá (uma árvore) na Birmânia; de Sara Judson, seu corpo descansa na ilha pedregosa de Santa Helena e de Adoniram Judson, sepultado nas águas do oceâno Indico.

Em toda a história, desde os tempos dos apóstolos, são poucos os nomes que nos inspiram tanto a esforçarmo-nos pela obra missionária como os nomes desse casal, Ana e Adoniram Judson.


 Myanmar antiga Birmânia
  • Blogger Comentários
  • Facebook Comentários

0 comentários :

Item Reviewed: Adoniram Judson - O Pioneiro à Birmânia Rating: 5 Reviewed By: Pr. Antonio Romero Filho